CONTOS

em dias que o msn é minha única atividade. Principalmente quando to vadio em casa. Tive uma ideia pra tornar esse tempo de messenger também um tempo de alguma outra coisa: escrever contos, dividindo a elaboração com a minha lista de contatos. Mando uma mensagem e a pessoa responde improvisando o restante do enredo. Depois edito transformando a conversa em um texto só. Tenho tido boas surpresas, ótimas histórias, enredos hilários em maioria.



CARTA
por Renan Darski e Bruna Berhtier

Oi, Vivi.
Tudo bem?

Comigo tudo. Estou escrevendo essa carta porque não sei mexer no computador da minha filha. Ela também não me ajuda, e se estressa comigo quando tenta me ensinar é que sou lentinha e pessoas de minha idade tem dificuldades com essas coisas de tecnologia, ela se irrita tanto que as vezes me bate tem que ver o tamanho dos roxos, vermelhos e azuis na minha cara. Ela pucou o pai nisso, com a mão pesada.

Falando no pai, to desconfiando que ele anda me traindo, mas to assustada com uns boatos que surgiram no condominio, pois parece que o gay do 204 foi visto saindo do meu apto quinta feira com uma pote de Pinho Sol na mão. Vai sabe o que se fa com Pinho Sol hoje em dia. Depois que a vadia da Mirna me contou do Algodão de Ninar, não duvido de mais nada.

Sou tão tolinha vivi, com meu marido. Com o Lanes é tudo tão católico, dias e horários marcados, acho que vou começar a reler Sabrina e seus momentos intimos, dizem que é uma terapia. Nunca mais fui a missa. Nunca mais porque me perdia naquela história de senta e levanta, manda a tal Rosana pras alturas, coloca alguém dentro de nós. Acho que vou para o inferno por isso, mas as vezes penso que não porque ando pagando todo mês o carnê da Nossa Senhora Divina Luz do Universo do Senhor Internacional e eles dizem que isso dá garantias pra gente. O Lanes sim, que além de pagar todo mes 10% do valor que ganha com o táxi ainda ajuda a nossa divina pastora com a arte do reiki, fazendo todas as tardes aplicações de energia, na suas costas tão tensas com os pecados.

Troquei a cozinha! Está tão linda. A gente passou a cozinhar na sala pra não estragar os móveis novos da cozinha. O Lanes só entra lá pra limpar e eu pra admirar mesmo. Vou pagar em 48 vezes, mas acho que vale a pena. É tão linda. O Lanes acha que foi um erro meu, que mulher que é mulher cozinha até em fogão a lenha, porque a cozinha tá no sangue feminino. Não deixa de ser uma verdade, minha filha por exemplo sabe cozinhar desde menina, assim como eu, só que hoje em dia com essa história de feministas essa coisa que o Lanes chama de sapatas, ta botando demonios na cabeça da guria, esses tempos até achei um ovo embaixo da cama dela. A menina ficou tão empolgada com o ovo frito que ela fez que guardou embaixo da cama.

Vê se pode!?!? Marido viciado em Pinho Sol, filha colecionadora de ovo e mãe tapada pra internet. Isso só pra citar uma parte da família. Agora falo do guri, que precisa de toda tua atenção já que é um pouco solitário, passa muito tempo trancado no quarto, tem poucos amigos, as mãos amareladas, tinha que mandar esse menino no médico pra ver que sintoma é esse, já que ele só fica mais amarelo nessas mãos que a maezona colocou no mundo. Isso quando não fica com os olhos vermelhos, a roupa rasgada e as notas da faculdade caídas.

Vivi, minha vida anda assim desse jeito. Boa por um lado, muito boa por outro, porque do jeito que anda eles todos morrem logo e eu fico com o apartamento e o carro pra mim.

Saudade, querida.
Manda um beijo pro pessoal do Sofazão.