sábado, 22 de abril de 2017

Sou músico agora

Faz tempo (anos) que não escrevo aqui. Vou voltar a fazer isso regularmente. Acho que vou. Não vamos prometer muito também...
Nesse meio tempo, me tornei músico. Segue meu canal e minha última música.
Já lancei "dois discos" no Youtube. Componho com certa frequência até.


terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Quando nas férias

Já trabalho todo ano e durante todo ele. Paro, se paro, um minuto. É ruim isso. Acabei, em determinado ponto da faculdade, por sempre ver meus dias como úteis pra alguma coisa. Nunca úteis pra eles mesmos, sempre uma coisa pra amanhã. Isso não é bom. É muita responsabilidade, é muita maturidade, é muita chatice minha. Só quando pauso nisso tudo quando toco violão pra mim.

sábado, 12 de abril de 2014

Geografia Impertinente - a crise de 1929 e suas consequências na dinâmica fundiária brasileira no século XX

Certa vez, na universidade, um professor falou sobre o uso dos mapas nas aulas de Geografia. Foi o professor Laurindo, um dos professores que mais de irritaram, logo, mais me ensinaram na UFRGS. Segundo ele, os mapas mais usados são aqueles que tratam das formas de classificação do Relevo Brasileiro. São 3 mapas enfadonhos e impertinentes a vida de qualquer criança ou adolescente.
Impertinentes ao meu cotidiano enquanto cidadão.
Lembrei daqueles mapas quando estava na semana passada tratando de Geografia Agrária na sala de aula. Me vi falando da crise de 1929, da cafeicultura, da bolsa de valores da época, whiskas sache whiskas sache whiskas sache

Me senti mal.
Me senti roubando o tempo do povo.
Me senti mal porque os olhos deles brilhavam quando eu mudava de assunto dentro do mesmo tema!!! Brilhos surgiam quando falava de Gramado, do Porto de Rio Grande, do alimento que eles comiam na cantina, do agrotóxico, do tamanho da fazenda do tio do conhecido do avô deles.
Por mais emocionante que seja eu entender grande parte do enredo da tal Geografia Agrária, é tão impertinente quanto aqueles mapas Geológicos. São importantes, mas estão no caminho de muitas coisas, impedem o brilho.
Comecei, desde então, a listar o possivelmente dispensável das minhas aulas e ando seriamente em jogar a Guerra Fria pra debaixo do tapete (talvez deixando só uma pontinha dela pra fora, seeeeee muito).

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Pensamento de Ensino Médio Indo Longe de Mais


Fossemos atrás disso ou aquilo, só nos divertiríamos com certas coisas, em certas datas e em certos lugares, de acordo com o que alguém nos dispõe em troca do que adquirimos com nosso trabalho do ano. Trabalho esse que se transforma cada vez mais em dinheiro e cada vez menos em vivência e sabedoria. Não vivemos mais o que queremos e como queremos, e de quebra nossas recompensas damos à um estilo insalubre de vida - vide Santa Maria.

Carro é gaiola, casa noturna é jaula, shopping é coleira e árvore nem se usa mais segundo o intelectual Fortunati.

Isso tudo me passa pela cabeça quando vejo um carro pela metade no noticiário, que antes de ficar pela metade é prestação a ser paga, propaganda engolida no horário nobre e menos comida no almoço no outro dia. Essa facilidade com quem ouvimos e digerimos cada coisa ruim.

O carro pela metade ficou pela metade porque o motorista achou que deveria ir até a praia e bêbado pra se achar descansado. Incentivado a correr, ele corre porque a estrada é boa pra isso. Imprudência o caramba. A culpa não é só de um, isso é o contexto. Apologia ao livre circular da incompetência dos motoristas é o que se vê por aí. Apologia a impessoalidade. Alguém me manda fazer, alguém é o responsável.

E ainda sou chato por estar em casa no carnaval.

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Voltando a escrever por aqui


O ano começa com diversos desafios a se pensar. Novos territórios que jamais vislumbrei me esperam.
E acho que de forma diferente vou desbravar isso tudo
De forma menos óbvia ao menos.

Serei pós graduando no departamento de Geografia da UFRGS;
Serei professor da rede básica;
Serei presidente da Organização Não Governamental para Educação Popular (ONGEP);

E continuarei a ser militante na Associação de Geógrafos Brasileiros (AGB) Seção Porto Alegre;
E continuarei a ser professor do Ativação Pré Vestibular;
E professor de Geografia na ONGEP.

Dada minha história, é relevante tratar disso por aqui.
Tenho tudo pra ser idiota e metido a besta, um esnobe, dado a todas estas obrigações.
Mas não preciso e não quero ser. Por aqui escreverei, me lerei e mostrarei a mim mesmo que não.
A gente não precisa ser assim esnobe.
Ficar por aí listando as coisas que fazemos.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Luto

Não consigo para de pensar na felicidade do Jonathan Vettorazzi Bauer quando ele veio me contar dos 22 acertos em Geografia no simulado da ONGEP. Era uma expressão de orgulho, um claro indício de que o sonho daquele ano podia sim se concretizar. Mas não.

Numa estupidez desse mundo estúpido, no último dia de prova do vestibular, antes mesmo de ir fazê-la, tiraram a sua vida num assalto que buscava... buscava o que? Provavelmente uns trocadinhos, um celular, um relógio, uma reafirmação da masculinidade xoxa do assaltante...

Frustrante. Dá medo. Uma história dessas coloca em cheque os planos a longo prazo, as dúvidas, os medos da gente. Ele estudava com sono a noite, trabalhava muito, ficava feliz com pouco, não exigia lá muita coisa da vida, esforçado, e ... parece que não basta. O que basta? Como que a gente deve viver hoje em dia?

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Inscrições Pré Vestibular ONGEP 2013


Extensivo Manhã e Extensivo Noite:
Inscrições: De 21 a 23 de janeiro de 2013, das 17h às 21h.
Divulgação dos Selecionados: 25 de janeiro de 2013 (no blog e por e-mail).
MATRÍCULAS: 28 e 29 de janeiro de 2013, das 17h às 21h.
Início das Aulas: 18 de março de 2013.

Quais documentos eu levo? Carteira de Identidade (RG); Histórico Escolar; Comprovante de Renda;
Comprovante de Residência.
Quanto custa o curso? Noturno/Diurno: Matrícula de R$ 100,00 e mais 5x R$110,00. Total do curso R$ 650,00. Este é o valor de TODO o curso, incluindo material didático (apostilas e simulados) focado no vestibular UFRGS e no ENEM.

ATENÇÃO: Para os matriculados neste chamamento, daremos um curso adicional de Cálculo Básico para Vestibular (INTEIRAMENTE GRÁTIS) no mês de março. Maiores informações durante as inscrições.

VAGAS LIMITADAS! A ONGEP prioriza alunos de baixa renda e egressos de escolas públicas, mas avalia também outros casos.

Mais informações?  
E-mail: secretaria.ongep@gmail.com 
Blog: prevestibularongep.blogspot.com.br

Onde fica a ONGEP? na Rua dos Andradas, 691, Centro Histórico - Porto Alegre
(em frente à Casa de Cultura Mário Quintana)



sábado, 15 de setembro de 2012

Seu Martins, Seu Martins...


Andando na rua, o seu Martins vê um bituca de cigarro no chão. Meio acesa a bituca e ele numa merda só. Uma coisa mais a outra tornou-se uma tragada. Uma bela tragada.

Com cara de nojinho, uma bela duma morena passa. Meio nova, como todas elas parecem agora. Ele tem 56 e elas todas bem menos. Ele faz coisas de velho, assim como cheira a coisas de velho. Além de se vestir como um, porque ele é um. E nisso ele pega cigarro do chão.

Ele fuma mesmo do chão!
E se lixa pra cara de nojo dessas guria nova. 

Isso dá sensação boa, isso das cara de nojinho. É quase como esnobar uma mulher daquelas. É quase como ficar mais macho, mais escolhedor. Um esnobar por não precisar mesmo, porque não precisa delas.
Essas novas o Martins não quer.

Fuça de liberdade.
Acho que essa fuça de liberdade me deixou até mais bonito.
Acho que hoje o Martins pega a Clotilde. Hoje ele cria coragem

quinta-feira, 30 de agosto de 2012